terça-feira, 10 de abril de 2018

Homem é preso depois de manter namorada morta por 24h no Rio

A Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense está invetsigando a morte da jovem Patrícia Mitie Koike, de 20 anos, cujo corpo foi encontrado no carro do namorado cerca de 24h após o crime. O estudante de medicina, Altamiro Lopes dos Santos Neto, 21 anos, considerado o principal suspeito, foi preso na noite desta segunda-feira (9). O universitário foi abastecer o carro em um posto de gasolina por volta das 21h de ontem, em Nova Iguaçu, quando frentistas perceberam a vítima desacordada e com marcas de agressão no banco de trás do veículo e acionaram a polícia.
O estudante tentou fugir, mas acabou sendo encontrado por policiais do 20º Batalhão (Mesquita).  Inicialmente, ele disse que estaria prestando socorro à namorada, mas depois confessou que a agrediu e por isso a jovem estava desmaiada. Os policiais levaram a vítima para o Hospital Geral de Nova Iguaçu, onde os médicos confirmaram a morte. Por meio de um exame de rigidez cadavérica, também ficou constatado que o óbito ocorreu há mais de 24 horas. De acordo com a polícia, os jovens se conheciam desde o ensino médio e moravam juntos no Rio de Janeiro há cerca de um ano e meio. Os pais do universitário são de Sorocada, em São Paulo, enquanto a família de Patrícia mora no Japão. O irmão da vítima, Lauro Ideki, usou o Facebook para se pronunciar e lamentou o fato de a jovem ter sido vítima de um relacionamento abusivo.