segunda-feira, 14 de maio de 2018

Justiça decreta prisão de homem que mandou matar o pai no interior de Pernambuco

A Justiça decretou a prisão preventiva de Wellington de Lima Mergulhão, que mandou matar seu próprio pai em Belo Jardim, no Agreste de Pernambuco. O executor, Alan Pereira da Silva, também teve a prisão decretada. Ambos foram encaminhados ao Presídio Desembargador Augusto Duque, em Pesqueira, também no Agreste. Foi por desavença familiar que Wellington mandou matar seu próprio pai, conforme informou o delegado João Carlos Oliveira. O empresário José Wellington de Oliveira Mergulhão foi atingido por um disparo na cabeça dentro do seu carro após deixar uma agência bancária na quinta-feira (10).
O delegado contou à imprensa local que o crime foi desvendado pouco depois e os criminosos detidos na manhã da sexta-feira (11). "Uma equipe da Polícia Militar conseguiu interceptar o carro com o filho e o autor dos disparos. Informalmente, eles confessaram o crime", resume o delegado. O investigador conta que Wellington havia chegado a poucos dias de São Paulo e trouxe o atirador, Alan Pereira da Silva, só para executar o crime. "A motivação, pelo que foi dito pelo filho, é desavença familiar. Não havia uma relação muito boa entre ele e o pai. Ele havia retornado a São Paulo no final do ano para tentar reconciliar com a ex-esposa, se separou novamente, teria ligado para o pai procurando ajuda financeira e emprego, o pai negou, e com isso ele resolveu tirar a vida do pai", complementa.  O empresário era dono de granjas no município de Tacaimbó.