domingo, 10 de junho de 2018

Bombardeios do regime sírio deixam 15 mortos

Quinze civis, incluindo crianças, foram mortos neste domingo (10) em bombardeios do regime na província síria de Idlib, após um ataque extremista contra os povos que apoiam o presidente Bashar al-Assad nessa região, indicou o Observatório Sírio para os Direitos Humanos (OSDH). Os ataques atingiram uma série de localidades e povoados neste província do noroeste do país que está quase completamente controlada pelos grupos extremistas e rebeldes, de acordo com o OSDH.
Dez civis, entre eles quatro crianças, morreram na cidade de Taftanaz e outros cinco, incluindo três crianças, em setores próximos, detalhou a mesma fonte. Várias bombas caíram perto de um hospital infantil, que ficou fora de serviço. Ao mesmo tempo, continuaram os combates entre os extremistas e as forças pró-regime perto das cidades de Fua e Kafraya. Trata-se de duas localidades controladas pelo regime de Assad na província de Idlib e as últimas áreas ainda sitiadas na Síria, de acordo com a ONU. Lá vivem mais de 8.000 pessoas, a maioria de confissão xiita. O cerco de cidades e povoados foi usado como tática de guerra neste conflito que devasta a Síria desde 2011. Milhares de civis e combatentes evacuadas de áreas rebeldes que seriam retomada pelas forças pró-governo foram conduzidos nos últimos anos para a província de Idlib, na fronteira com a Turquia, onde estima-se que haja cerca de dois milhões de pessoas.
AFP