quarta-feira, 6 de junho de 2018

PF pede quebra de sigilo telefônico de Temer e dois ministros

A Polícia Federal pediu a quebra de sigilo telefônico do presidente Michel Temer e dos ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Minas e Energia). A solicitação está no gabinete do ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF). O pedido da PF foi feito no âmbito de uma investigação sobre um pagamento de R$ 10 milhões da empreiteira Odebrecht ao PMDB e que teria sido acertado em jantar no Palácio do Jaburu, sede da Vice-Presidência da República, em 2014.
Temer já teve os sigilos bancário e fiscal quebrados por ordem do ministro do STF Luís Roberto Barroso, no inquérito que apura supostas propinas no setor portuário. No entanto, nunca um presidente perdeu o sigilo telefônico. O objetivo da PF é rastrear telefonemas de Temer, Padilha e Moreira Franco perto das datas em que delatores da Odebrecht dizem ter dado o dinheiro ao PMDB.  
Ansa