quarta-feira, 6 de junho de 2018

PM que arrastou grávida pelo cabelo é afastado na Bahia

O policial militar que aparece puxando os cabelos de uma gestante durante abordagem no Centro Histórico de Salvador, na Bahia, foi afastado da atividade operacional. Segundo o comandante do 18° batalhão, onde o policial está lotado, o acusado receberá acompanhamento de psicólogo. As informações são do G1.  No vídeo, gravado no domingo (3), é possível observar que quatro policiais militares abordam um rapaz que estaria com um cigarro de maconha. Pessoas próximas reclamam da abordagem violenta e chamam os policiais de covarde. 
Quando o jovem está sendo levado para a viatura e populares continuam criticando a abordagem violenta, um dos policiais parte para cima da mulher, dá socos e a puxa pelo cabelo.  Segundo a Polícia Militar, não só o oficial que puxou o cabelo da mulher, mas todos aqueles "que nitidamente se excedem na abordagem, foram afastados das atividades operacionais". A corregedoria do batalhão continua investigando o ocorrido. Grávida de três meses, a vítima disse ao G1 que não entendia por que, entre tantas pessoas, foi a escolhida pelo PM para sofrer a agressão. O jovem que era bordado foi conduzido a uma unidade policial, assinou Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) por uso de droga e resistência à prisão e foi liberado.